24 de fevereiro de 2014

"Cabo Espichel - Arrábida" por Luísa Antunes

Arrábida“E assim chegamos à Igreja de Santa Maria da Pedra de Mua, do tempo de D. Pedro II, mais conhecida por Senhora do Cabo; é ali que mora a padroeira dos pescadores de Sesimbra. «Senhora do Cabo», com a ortografia errada se Deus quiser, tem sido o nome de muitos barcos de aquela vila. Desçamos até à beira-oceano, junto da ermida levantada sobre a Pedra de Mua (século XV), onde quer a tradição que a imagem de Nossa Senhora, hoje na igreja, tenha aparecido; de aí enchamos os olhos de Mar e Abismo. Uma baía minúscula de águas de cor de azebre acaba em mansidão uma cavalgada de rochedos cortados em perpendicular; depois, mar que não acaba, pespontado de velas e gaivotas; para a esquerda, o Farol, de 1790, dá sinais de terra aos que não tiverem medo das ondas. Vem do Oceano, quase sempre, um ventinho agreste mas belo: fala de Portugal e do seu destino.”
In Sebastião da Gama, A Região dos Três Castelos
MÚSICA: mar de Alpertuche (gravado por Luísa Antunes)

1 comentário:

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...