11 de maio de 2016

"Os Meus Companheiros" por Ana Gaio

"Os Meus Companheiros" por Ana Gaio
“Eu sou o Tobias, nasci aqui em Agosto de 2007 e sempre aqui vivi, nunca ultrapassei aquele portão branco.
Comigo vive a minha irmã gémea, Mel, três filhas minhas, Cinza, Ruiva e Marron (porque é castanha mas também porque marra em tudo o que mexe; às vezes aparece por cá um coelhinho bravo, a Marron faz as honras da casa e o pobrezinho desaparece para sempre!) e por cá vão passando cabritos e cabritas, vindos sei lá donde!

Aqui mesmo ao lado vivem uns tontos todos branquinhos mas que nasceram amarelos, tanto se lavaram que ficaram brancos; é por estas e por outras que cá a minha família não toma banho nem ficamos à chuva quando ela cai, assim nos conservamos da mesma cor toda a vida. Ao lado desses, que se chamam patos, vivem umas outras acastanhadas muito assustadiças e muito histéricas, que gritam por tudo e por nada, a quem ouço chamar de galinhas.
Na piscina vivem as rãs (DÚUUUUZIAS!) e os cágados, Fred e Joaquina, que por acaso são dois machos.
Mas, para lá do corredor das esvoaçantes, vive a nossa melhor amiga, que pela manhã nos visita, servindo-nos um pequeno-almoço divinal, composto por belos cereais e frutos secos e à tarde uma bela refeição verde.
Em conversa com as esvoaçantes, descobri que a nossa amiga também lhes serve cereais pela manhã e verdes à tarde mas tenho cá para mim que ela gosta mais de nós que delas!
E assim felizes vivemos todos juntos!”

Estes são os meus amigos com quem partilho uma parte do meu dia a dia; ao contrário da horta ou do pomar, eles não permitem preguiças ao sabor do calor, do frio ou da chuva, eles precisam de mim como eu preciso deles, são uma motivação para me conservar activa.
Azeitão, 16 de Janeiro de 2016
Ana Gaio
Música: “We all stand together” de Paul McCartney

Sem comentários:

Enviar um comentário

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...